Foto: Gentil Barreira

Maciço de Baturité: flores, frio e café

Diminui a letraAumenta a letra

Antes da subida da serra a pequena Redenção, berço da abolição. Adiante, Palmácia e Pacoti; o clima fresco de Guaramiranga; a paisagem verde e azul avistada de Aratuba e Mulungu são refúgios dos moradores do sertão quando se cansam do infindável torpor do verão.

O Maciço de Baturité - sendo esta expressão a versão indígena de um pleonasmo, já que Baturité quer dizer serra verdadeira – é um conjunto de rochas xistosas, redobradas em camadas encobertas de vegetação, mista entre a da caatinga e a da Mata Atlântica. São montanhas agrupadas em torno de um ponto culminante, o Pico Alto, até pouco tempo tido como o mais elevado do Ceará.

A proximidade da capital, não mais que uma hora de distância, e a vizinhança do sertão fizeram esta região especialmente atrativa para o lazer do cearense e para a prática segura de esportes de aventura.